Família de adolescente baleado no Industrial sofre ataque
Por Higor Siqueira

Na noite do dia 1º de março, último domingo, a PM compareceu à rua Nossa Senhora Aparecida, bairro Industrial, após receber denúncias de que haviam sido realizados disparos de arma de fogo no local.

Em contato com a vítima, um senhor de 43 anos, foi esclarecido que o suspeito Romero Alcebíades, de 31 anos, teria mandado quatro indivíduos não identificados e com toucas e camisas na cabeça, irem até a rua para poder realizar o atentado contra a residência da vítima, o numero 109 da rua. Os quatro autores usaram duas motocicletas, uma Honda CG vermelha e uma XRE 300.

As testemunhas alegaram que Romero, já conhecido no meio policial pela prática de diversos crimes, teria ordenado uma série de ataques contra a família do adolescente de 16 anos que fora baleado no mesmo dia, na parte da tarde. Alegaram ainda que o autor estaria insatisfeito por saber que o menor não havia sido vitimado fatalmente, então mandou jogar em sua casa um objeto explosivo feito de garrafa recheada de combustível e pano, que causou um incêndio, sendo contido pelos próprios moradores.

Segundo informações, os autores do atentado seriam do bairro Ponte Preta e o suspeito Romero estaria residindo em Tocantins. A motivação do fato seria uma desavença entre o menor e o suspeito relacionada a tráfico de drogas.

A Polícia Militar realizou rastreamento, mas os indivíduos permanecem sem localização até o momento.

ENTRE NA REDE FATO!