Grêmio fora, torcedores impunes. Será que o racismo vai acabar? – Por Marina Fusaro
Sou totalmente contra o racismo, mas para mim e com certeza, para a maioria dos que gostam do futebol, foi inacreditável a decisão que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) tomou nesta quarta-feira, 03, ao excluir o Grêmio da Copa do Brasil. Em decisão unânime, o STJD optou pela exclusão do time gaúcho, além de multa de R$ 54 mil, após parte da “torcida” ser flagrada proferindo ofensas racistas contra o goleiro Aranha, no jogo da última semana contra o Santos.
Façam-me o favor meus caros, vocês acham mesmo que punindo o clube, por conta de meia dúzia de torcedores, isso vai acabar nos estádios?
Primeiramente, somos um país racista dentro e fora das quatro linhas, infelizmente. E não vai ser punindo o Grêmio, e não o torcedor flagrado, que vocês irão conseguir acabar com este tipo de ato dentro do estádio de futebol.
E para piorar a situação, vocês acabaram de abrir um precedente enorme para que a bagunça no nosso futebol aumente a cada dia, e que vocês meus caros amigos, sejam cada vez mais o centro das atenções nos campeonatos. A bola, os jogadores, técnicos, tudo fica em segundo plano. Não adianta jogar e vencer em campo, se o “homens” acharem que o merecedor é outro.
Ou vocês irão excluir um torcedor que chamar um jogador de viado, outro de favelado, ou aquele que chamar o técnico de burro, ah vai!
Eu concordo que o povo deve sim ser mais educado. Sou contra chamar quem quer que seja de macaco, atirar bananas em campo, xingar a mãe do juiz e tudo mais, mas ali, dentro do estádio, no calor do jogo, não dá!!!
Ah, só um detalhe, o que fazia um negro, entre os torcedores racistas que chamaram Aranha de macaco? Não estaria ele sendo racista com ele mesmo???
Valeu STJD por mais esta lambança no nosso futebol que já não anda lá estas coisas. Valeu mesmo! Fui!!!
ENTRE NA REDE FATO!