Mulher desaparecida em junho é a vítima encontrada na barragem Zé Tunin em Piraúba

Eva Aparecida do Carmo, 39 anos, desapareceu no dia 8 de junho, uma segunda-feira. A última vez em que foi vista foi por uma de suas filhas, às 20h daquele dia, enquanto saía de casa na garupa de um moto-taxi.  Ela era residente do Mangueira Rural e fez caminho até o escadão do Bairro Vila Casal naquela noite. Eva nunca mais retornou. A queixa de desaparecimento foi feita dois dias depois, em 10 de junho, quando as investigações sobre o caso começaram.

Ninguém sabia seu paradeiro, até sua família ser convidada para reconhecer um corpo que havia sido encontrado na represa Zé Tunin, zona rural de Piraúba, um mês após o desaparecimento, em 11 de julho. Foi constatado que Eva e a vítima encontrada na barragem eram as mesmas pessoas. Segundo informações da Polícia Civil, o reconhecimento foi possível através de uma tatuagem, pois o corpo já estava em alto estado de decomposição.

O suposto namorado da vítima, um homem chamado Daniel, também está desaparecido desde a data em que Eva desaparecera, mas os oficiais ainda não descobriram a ligação entre os acontecidos. O caso está sendo tratado como homicídio e as investigações prosseguem no intuito de identificar o autor.

ENTRE NA REDE FATO!