Paixão, Felicidade e Liberdade – Por Carla Fagundes

“Todas as pessoas querem deixar alguns vestígios para a posteridade. Deixar alguma marca. É a velha história do livro, do filho e da árvores, o trio que supostamente nos imortaliza. Porém filhos somem no mundo, árvores são cortadas, livros mofam em sebos. A única coisa que nos imortaliza – mesmo – é a memória de quem amou a gente.” (Trecho da crônica” O sentido da vida”)

120121819SZSabe aquele autor bom, aquele que você gosta muito de modo muito simples porque ele te atinge com as palavras dele profundamente. Pois, é a querida Martha Medeiros. A escritora gaúcha já é conhecida no meio editorial, TV e cinema. Possui uma coluna dominical na revista o jornal O Globo.

A Editora L& PM resolveu juntar as crônicas dela em uma caixa com três livros. O primeiro é “Paixão” com 101 crônicas de amor e dor, homens, mulheres e assemelhados. “Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.”

É com a força transformadora de um abraço que Martha Medeiros abre e é com a mesma singeleza e olhar arguto para o cotidiano que a escritora ilumina algumas das questões mais urgentes do século XXI. A destacada romancista, cronista e poeta fala aos leitores com a sinceridade de um amigo e materializa as angústias e os anseios da sociedade pós-tudo, que vive acuada sob o grande limitador do tempo.  Aborda temas muito diversos e ao mesmo tempo muito próximos do leitor. A autora tem o dom para aproximar assuntos por vezes fugidios – como é próprio do cotidiano – de questões universais, como o amor, a família e a amizade, e criar lugares de reconhecimento para o leitor, como ao falar de Deus, dos romances antigos e novos, da mulher, de escritores e cineastas que são imortais, de se perder e se reencontrar, do que a vida oferece e muitas vezes se deixa passar.

O segundo fala de Felicidade e outras 101 crônicas com os temas: curtir a vida, amor-próprio, família e outros afetos e viagens e andanças. Este último tema, Martha conta várias de suas experiências desbravando o Brasil e o Mundo dos mais diferentes jeitos: sozinha, com amigos, marido, namorado ou filhas; em hotéis caros, hostels, casas de amigos ou casas de amigos de amigos!

Ela não pretende aqui fazer um guia de viagem, mas sim compartilhar seu amor pela vida com malas – e ela consegue! Lendo seus relatos, me vi maluca de largar tudo, pegar uma mala, o passaporte e sair desbravando o mundo! Ela comenta de vários destinos, mas vou comentar aqui os que mais me marcaram!

Já último livro fala de Liberdade. Assuntos como a mulher contemporânea, livros, filmes e músicas, fé e equilíbrio, no divã e sociedade. “Liberdade, palavra que o sonho humano alimenta….”, Cecília Meireles já havia definido e Martha tenta nos mostrar como conciliá-la com as exigências da vida moderna, com os limites de uma relação amorosa, com a nossa família e com nossas mundanas  precariedades.

ENTRE NA REDE FATO!