PREFEITO VADINHO BAIÃO DECRETA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM UBÁ POR CAUSA DA ESTIAGEM

            A Prefeitura de Ubá, através do Decreto Municipal Nº 5651 estabelece situação de emergência no Município de Ubá em razão da estiagem e falta de abastecimento de água potável, conforme informações contidas no Formulário de Desastre (FIDE) e demais documentos anexos ao decreto, em virtude do desastre classificado e codificado como “estiagem,” que assola toda a área do município.

           O documento autoriza a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem junto à Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, nas ações de resposta e reabilitação do cenário de normalidade de abastecimento de água potável.
O artigo 6º do decreto estabelece que durante o período de vigência da “Situação de Emergência” ficam proibidas as lavações de Calçadas, frente de imóveis ou vias públicas com água tratada mediante uso de mangueiras ou similares, as lavações de veículos, máquinas e similares com água tratada mediante uso de mangueiras e similares, a utilização de água tratada para lavagem de quintais, áreas externas às residências mediante uso de mangueiras ou similares, o abastecimento de piscinas e similares com água tratada além de outras situações que não se adéquem ao uso racional da água para consumo humano que possam caracterizar desperdício.
Sobre a situação de emergência, o Prefeito Vadinho Baião falou: “como medida de curto prazo este decreto vai possibilitar à COPASA agir com muito mais rapidez nos processos para amenizar a questão do desabastecimento de água, como por exemplo, fazer a perfuração de poços, contratando empresas de uma forma mais rápida, contratação mais rápida também de caminhões pipa para abastecer a população que está sofrendo hoje a falta de água, atendendo a população num espaço menor de tempo.”
Buscando soluções emergenciais para os problemas gerados pela estiagem, o Prefeito Vadinho visitou a sede da COPASA, em Belo Horizonte no dia 22 de Janeiro último, e foi recebido pelos diretores de operação centro/leste, Frederico Lourenço Ferreira e Flávio Lott. Sobre os temas abordados na reunião, o Prefeito Vadinho comentou: “discutimos medidas que deverão ser executadas a médio e longo prazo para recuperar os nossos mananciais e para que, nos próximos 35 anos, como prevê o nosso plano municipal de abastecimento de água e esgotamento sanitário, na cidade de Ubá esta situação não venha se repetir para que não tenhamos mais que passar momentos como esse.                  Essas questões de médio e longo prazo estão ainda pendentes em função da aprovação, pela Câmara Municipal de Ubá, do nosso plano municipal de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Somente após esta aprovação é que poderemos discutir o caminho que a Prefeitura irá tomar, que poderá ser a renovação de um contrato com a COPASA ou a abertura de uma licitação dando oportunidade também para a iniciativa privada de apresentar melhores propostas para a prestação desses serviços ou, numa terceira alternativa, a Prefeitura assumir a prestação destes trabalhos. Mas os valores em investimentos necessários, deixa distante esta possibilidade mediante a capacidade financeira da Prefeitura de Ubá.”
O decreto, já assinado pelo Prefeito Vadinho Baião, está em vigor a partir da data de hoje, 23 de Janeiro de 2015.

Informações: Assessoria de Comunicação Prefeitura Municipal de Ubá

ENTRE NA REDE FATO!