Presidente Dilma nomeia o ubaense Gilberto Occhi como ministro da Integração Nacional

Em 17 de março de 2014 a Presidente Dilma nomeou Gilberto Occhi para atuar no ministério das cidades e nomeou mais cinco novos ministros

Gilberto Magalhães Occhi é ubaense e no ano de 2014 atuou no ministério das cidades. Em 2015, a Presidente Dilma o transferiu para atuar a frente do ministério da Integração Nacional. Foto: Reprodução G1

Gilberto Magalhães Occhi é ubaense e no ano de 2014 atuou no ministério das cidades. Em 2015, a Presidente Dilma o transferiu para atuar a frente do ministério da Integração Nacional. Foto: Reprodução G1

Na data de ontem, 29 de dezembro, a Secretaria de Comunicação Social do Palácio do Planalto anunciou por meio de nota oficial, os nomes de sete novos ministros para o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

São eles: Antonio Carlos Rodrigues (Transporte); Gilberto Occhi (Integração); Miguel Rossetto (Secretaria Geral); Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário); Pepe Vargas (Relações Institucionais); Ricardo Berzoini (Comunicações); e Carlos Gabas (Previdência).

Gilberto Magalhães Occhi é ubaense nascido em 24 de julho de 1958. É advogado e conta com especialização em finanças e mercado financeiro, gestão empresarial e comércio exterior. Bancário, Gilberto é funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal desde 1980. Já atuou como superintendente regional, gerente de mercado e outras áreas da instituição. No ano de 2014 atuou como ministro das Cidades do Brasil.

Mais informações

O anúncio foi feito depois da chegada de Dilma da Bahia, onde a presidente passou os últimos quatro dias descansando, na praia da Base Naval de Aratu.

Dos sete anunciados nesta segunda, cinco são petistas (Rossetto, Ananias, Vargas, Berzoini e Gabas). Gilberto Occhi, da cota do PP, é o atual ministro das Cidades – será transferido para a Integração Nacional. O Ministério dos Transportes continuará sob controle do PR, agora sob comando do vereador Antonio Carlos Rodrigues (PR), ex-presidente da Câmara Municipal de São Paulo e suplente da senadora Marta Suplicy (PT-SP).

Informações: G1

 

ENTRE NA REDE FATO!