Ricardo Eletro, a loja onde a vitima Gustavo de Paula trabalhava, realiza pronunciamento sobre o caso

Por Higor Siqueira

O vendedor Gustavo Ribeiro de Paula, vitimado no final da tarde de sexta-feira passada, 26 de julho, trabalhava na unidade ubaense das lojas Ricardo Eletro. Hoje, dia 1° de Agosto, em contato com a assessoria de Imprensa da Ricardo Eletro, em nota oficial, o representante de Relações com a Mídia da franquia Ricardo Levy declarou:

“A Ricardo Eletro lamenta o ocorrido na loja localizada na cidade de Ubá, em Minas Gerais. A empresa ainda não sabe quais foram os motivos que levaram ao crime. Os funcionários da Ricardo Eletro tentaram em vão prestar socorro à vítima, que infelizmente faleceu no local. A polícia foi acionada imediatamente. Ninguém mais se feriu. A Ricardo Eletro já está prestando toda a assistência à família da vítima e se colocou à disposição das autoridades para ajudar na investigação do caso”.

Gustavo morreu após levar três tiros do militar Alexssander Policarpo de Oliveira, que se entregou no inicio desta semana, alegando ter realizado o crime por problemas pessoais entre ele, a vitima e sua esposa. Shirley Ribeiro da Costa tinha um caso extraconjugal com Gustavo e o marido teria perdido a cabeça ao ver a vitima reagindo em tom de deboche quando se encontraram por acaso na porta da loja Ricardo Eletro. Agora que os depoimentos do autor do crime, sua esposa e alguns funcionários da loja foram realizados, o inquérito do caso deverá ser concluído na próxima semana. Alexssander poderá ser indiciado por homicídio qualificado e caso seja condenado, sua pena pode variar de 12 a 30 anos.

Foto: Jornal A Voz

ENTRE NA REDE FATO!