Saúde Bucal: Cuidado com os dentes é fundamental
Ministério da Saúde aponta os problemas mais comuns na boca

A boca desempenha importantes funções que repercutem na vitalidade de todo o organismo. Além de exercer papel fundamental na fala, mastigação e respiração, ela é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais a saúde.

Uma boa higiene bucal diminui o risco de desenvolvimento de problemas bucais e dentários, além disso, é importante ressaltar que doenças da boca têm relação direta com o fumo, o consumo de álcool e a má alimentação. Estudos científicos também comprovam que a saúde bucal tem íntima ligação com a saúde geral, pois a boca interage com todas as estruturas do corpo. As más condições de higiene bucal podem causar doenças bucais, que, por sua vez, podem levar a enfermidades (ou agravá-las), principalmente doenças cardiovasculares e diabetes.

Drª Daíra Barros Saraiva é cirurgiã dentista e ortodontista. CRO MG 39437. Foto: Cássio Fotografias.

Saiba um pouco mais sobre os problemas mais comuns na boca:

  • Cárie: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada, ingestão de doce e carboidratos ou, ainda, por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva na boca (ex: pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico para o câncer);
  • Gengivite: inflamação da gengiva provocada pela placa bacteriana;
  • Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que coloniza a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nas regiões de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície de trás dos dentes, provocando cárie e formação de tártaro;
  • Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes;
  • Mau hálito: tem várias causas: escovação inadequada e falta do uso do fio dental; gengivite; boca seca (por conta do uso de certos medicamentos, por distúrbio e por menor produção de saliva durante o sono); doenças sistêmicas como câncer, diabetes, problemas com fígado e rins.

É importante também aproveitar o momento da escovação dos dentes para observar se existem lesões (manchas, caroços, inchaços, placas esbranquiçadas ou avermelhadas, feridas), principalmente na língua, bochecha, lábios, palato (céu da boca) e garganta.

A ida ao dentista no mínimo a cada seis meses é de suma importância para garantir a manutenção da saúde bucal. Agende sua avaliação, tire suas dúvidas e lembre-se: o sorriso é seu cartão de visitas!

 

*Fonte: blog.saude.gov.br

ENTRE NA REDE FATO!