Revista Fato

menu Menu

Atuação do Psicopedagogo

Publicado por: , em 16/03/2021 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 2 minutos

Foto: Arquivo Pessoal

É com muita alegria que estarei aqui periodicamente trazendo um conteúdo importante e atemporal, que é o desenvolvimento humano.

Para compreendermos um pouco sobre a atuação do psicopedagogo, explicarei brevemente alguns de seus campos de atuação.

Por se tratar de um profissional que atua com a aprendizagem, ele poderá atender desde bebês até idosos, apesar de geralmente ser conhecido e procurado para atender crianças em idade escolar, quando se observam problemas com a aprendizagem acadêmica.

Mas o psicopedagogo está apto a realizar estimulação precoce em crianças e reabilitação cognitiva em crianças, adultos e idosos, demandando para isso muito estudo e formação continuada.

Atuamos estimulando e desenvolvendo as habilidades necessárias à aprendizagem: atenção, memória, raciocínio lógico, funções executivas, linguagem e habilidades psicomotoras.

Podemos trabalhar tanto em ambientes clínicos, com atendimentos individualizados e em ambientes institucionais como escolas, hospitais e empresas.

Como se pode verificar, a psicopedagogia é uma área que estuda o processo de aprendizagem humana, que tem como objeto de estudo o ser humano em processo de construção do conhecimento.

Seu objetivo é atuar na origem do problema e buscar as soluções possíveis para que a pessoa não tenha prejuízos no processo de aprendizagem ao longo da sua trajetória de vida.

Não existe uma ‘receita’ que possa ser aplicada em todos os casos, mas é bem verdade que o profissional de psicopedagogia tende a trabalhar em cima do problema apresentado pelo indivíduo em questão, sobretudo, com uma metodologia que impulsionará o desenvolvimento da aprendizagem.

Por esse motivo, o profissional precisa considerar e analisar todos os âmbitos que interferem na aprendizagem, como os aspectos afetivos, sociais, fisiológicos, pedagógicos, cognitivos e psicomotores.

A investigação “do não aprender” precisa envolver o próprio sujeito e suas relações com a família e a escola.

Dayana Arruda

Graduação em Biblioteconomia e Pedagogia; Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Escolar, Supervisão, Inspeção e Orientação; Psicopedagogia Clínica e Institucional. Pós-graduanda em Psicomotricidade no autismo e outros transtornos do desenvolvimento; Educação Especial e Inclusiva e Neuropsicopedagogia Institucional e Clínica. Outras Capacitações: PENNSA – Programa Especializado em Neuroaprendizagem; Programa de Aperfeiçoamento em TDAH; PROLEIA - Programa Leitura Escrita Interpretação e Aprendizagem; PercepSom - Programa Especializado em Consciência Fonológica Mais Psicopedagogia. Congresso de Alfabetização: Da Ciência Cognitiva à Prática Escolar; PEPI: Programa Especializado em Psicomotricidade Infantil