Revista Fato

menu Menu

Calo nos pés: o que fazer?

Publicado por: , em 15/09/2020 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 1 minuto

Os calos ou calosidades se caracterizam por uma produção excessiva de queratina gerando um espessamento da pele. É uma reação natural do corpo para se proteger nas regiões de muita pressão e/ou atrito.

Imagem: Internet

As calosidades são lesões frequentes nos pés e geram um grande desconforto. Os locais mais comum são no dorso do dedo , na região plantar ( sola do pé) próximo aos dedos ou na borda externa do pé.

 O surgimento do calo demonstra que aquela área está sobre uma pressão ou atrito excessivo, ou seja, a presença do calo é a consequência de um problema. Logo, é fundamental a avaliação com um médico especialista para determinar a origem do problema. Os casos de calosidade da região superior dos dedos, por exemplo, estão associados à uma deformidade desse dedo. Uma posição mais elevada do dedo associado ao uso de calçados fechados resultam em um atrito nesse local. Outros fatores que também podem estar relacionados ao surgimento dessas lesões são deformidades nos pés, encurtamento da musculatura  e uso de sapatos inadequados.

 O tratamento das calosidades deve buscar agir na origem do problema. O insucesso do tratamento é frequente quando somente se aborda o calo, ou seja, quando se realiza somente a retirada do mesmo. Nessa situações o retorno da lesão é frequente, por isso recomenda-se procurar um profissional especializado para uma avaliação completa.

 

Dr. Guilherme Morgado

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; Residência médica em Ortopedia e Traumatolgia no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia ( INTO); Especialização em Cirurgia de Pé e Tornozelo pelo INTO; Membro do Corpo Clínico do Hospital Santa Isabel ; Membro do Grupo de Cirurgia de Pé e Tornozelo do Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu.