Revista Fato

menu Menu

Cuidados com os pés no diabetes

Publicado por: , em 12/04/2021 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 1 minuto

Foto: Reprodução Internet

O diabetes se caracteriza pela deficiência de produção e/ou ação da insulina, sendo a forma mais comum o tipo 2 que acometendo pessoas acima de 40 anos. Essa é uma doença silenciosa que pode acometer diversos órgãos.

 Uma complicação do diabetes é o surgimento de feridas nos pés de difícil cicatrização que podem ou não estarem infectadas, o que denominamos de pé diabético. Essas lesões acontecem devido o acometimento dos nervos e da circulação periférica, que torna a pele da região do pé susceptível às lesões.

Os principais sintomas desse acometimento dos pés e também das pernas são o formigamento, sensação de choque e/ou queimação principalmente à noite e pés gelados. Além disso, presença de feridas nos pés é o principal sinal de alerta e na maioria das vezes é um sinal já tardio da doença.

Foto: Arquivo Pessoal

O melhor tratamento para o pé diabético é a sua prevenção, por isso a primeira e mais importante medida é o controle do diabetes. Além disso, os pacientes que apresentam diabetes por mais de 5 anos devem ter alguns cuidados especiais.

  • Observar os pés diariamente (usar um espelho para avaliar a sola do pé)
  • Lavar os pés diariamente e secá-los
  • Manter as unhas cortadas em linha reta
  • Evitar andar descalço
  • Não usar sapato sem meia
  • Usar sapato adequado e confortável
  • Os sapatos novos devem ser usados gradualmente

 

Dr. Guilherme Morgado

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; Residência médica em Ortopedia e Traumatolgia no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia ( INTO); Especialização em Cirurgia de Pé e Tornozelo pelo INTO; Membro do Corpo Clínico do Hospital Santa Isabel ; Membro do Grupo de Cirurgia de Pé e Tornozelo do Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu.