Dr., meu filho não quer comer – o que eu faço?
Por Dr. Clerison Mendes Daniel – CRMMG – 32079
Dr Clerison baixa

Dr. Clerison Mendes Daniel é Médico Pediatra, Especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Esta é uma das perguntas mais frequentes nos consultórios de puericultura do pediatra.Talvez a criança esteja vivendo uma fase de transição chamada por alguns autores de “mini adolescência”. Ou seja, pode ser que seu pequeno esteja deixando de ser bebê e deseja afirmar-se.

Geralmente, essa fase ocorre entre um ano e meio e três anos de idade. De repente, a criança começa a querer tomar decisões sozinhas e muitas vezes mede forças com os pais. E qual é a área que normalmente mais tira os pais do sério? A alimentação – e as crianças sabem disso. Portanto, quanto mais o adulto se desesperar, pior tornará a situação.

Segue então algumas dicas para os pais enfrentarem essa fase sem perder as rédeas:

  • Continue oferecendo a comida habitualmente e, principalmente, novos alimentos;
  • Varie o cardápio e peça ajuda à criança no preparo;
  • Retire o que a criança não comer sem fazer comentários;
  • Não ofereça presentes ou recompensas, tipo “coma que ganhará um sorvete”;
  • Lembre-se que a partir de um ano de idade a velocidade de crescimento e ganho de peso da criança são menores, influenciando na necessidade energética e fome;
  • Não ofereça guloseimas no lugar da comida, pois isso é uma grande cilada;
  • Lembre-se: é melhor que seu filho coma alimentos ricos nutricionalmente em pequena quantidade do que uma grande quantidade de porcarias;
  • Converse com o pediatra ou nutricionista e acompanhe a curva de crescimento da criança;
  • Não perca o equilíbrio. Vai dar tudo certo!

 

ENTRE NA REDE FATO!