Festival de Teatro de Ubá chega a sua 8ª edição
Espetáculos repletos de arte e cultura agitam a Cidade Carinho

Por Natália Meireles

Foto: Higor Siqueira

Realizado entre os dias 27 de abril a 1º de maio, o Festival de Teatro de Ubá – FETUBA chegou a sua 8ª edição apresentando 26 espetáculos vindos de diversos estados do Brasil e também da África. As peças foram realizadas no Fórum Cultural, Praça São Januário, Praça Guido e espaço Cênico Mutum. O acontecimento gratuito para o público é organizado pelo Movimento Teatral Ubaense – MTU (CIA Teatral Mutum, CIA de Teatro Rastro dos Astros, Duoavesso de Teatro e Risada Livre Show), patrocinado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Lazer, e apoiado por diversas marcas profissionais e instituições.

Nas edições anteriores, o evento era realizado em diversos espaços, principalmente no SESI Ubá, porém, com a expansão do festival, a organização viu a necessidade de ampliação dos locais de apresentação. “Devido a proporção que o evento tomou, abrangendo um público expressivo, houve a necessidade de utilização de espaços cênicos que nos dessem esse suporte”, explica o produtor Cultural do Município de Ubá e integrante da coordenação geral do FETUBA, Aurélio Pimenta.

Na foto da esquerda para a direita: Fabiano Martins, Roberta Silva (Homenageada na 8º edição), NitayKrishna e Clara Luz.

Todo ano um profissional da área é homenageado e, na 8ª edição, foi a vez da diretora de teatro e coordenadora do evento, Roberta Silva, receber as honras. Roberta já soma 30 anos de experiência desde que subiu ao palco pela primeira vez e, nesse ínterim, 20 anos de vivência profissional no meio artístico. “O grande sucesso do evento já é motivo de felicidade e orgulho para mim, mas, além disso, durante a homenagem foram exibidos depoimentos da minha família, de amigos de profissão e de ex-alunos, ter esse reconhecimento da nossa luta não tem preço”, ressalta emocionada com o momento.

Espetáculos na categoria drama, comédia, infantil e alternativo formaram a programação do evento. Aurélio conta que é impossível dizer com qual apresentação mais se encantou. Para Roberta, a cada ano o nível técnico dos artistas melhora, o que torna a escolha por um espetáculo ainda mais difícil. “Acho que um momento muito pontual foi a apresentação do Auto da Folia da Trupe Ventania de Passos (MG) na Praça São Januário. Por ser na praça, o público todo pode assistir. O espetáculo trazia a história do menino Jesus e emocionou bastante a toda a plateia. A trupe é formada por vários atores que cantam e tocam instrumentos ao vivo, foi como uma grande ópera a céu aberto, um trabalho incrível, mas é importante ressaltar que todos os participantes do FETUBA estão de parabéns”, destaca.

Espetáculo Canções para não dizer – Núcleo O Ator Maestro/SP. Foto Higor Siqueira

Entre os diversos espetáculos que cativaram o público presente, foi apresentado o “Canções Para Não Dizer” de Lucas Sancho do Núcleo O Ator Maestro. Foi a primeira vez que ele participou do festival, porém, o rapaz revela que foi uma experiência incrível e que pretende voltar no próximo ano. “Fui muito bem acolhido por toda a produção, especialmente pelo Aurélio Pimenta, por todos os artistas e pelo público da cidade que foi muito carinhoso comigo e com o espetáculo”, comenta.

O diretor teatral Maurilio Romão da Trupe Ventania também salientou a hospitalidade da Cidade Carinho na primeira vez em

Apresentação do Auto da Folia – Trupe Ventania de Passos/MG.

que esteve em Ubá. “Fomos muito bem recebidos pela organização do FETUBA, foi feito o possível para tudo sair da melhor maneira. Ademais, a cidade é também muito acolhedora”, pontua ressaltando que o evento foi muito bem preparado e que era evidente a alegria dos organizadores.

Durante o festival, uma comissão de onze jurados avaliou os grupos que se apresentaram observando todas as questões técnicas e artísticas das companhias e, ao final do último dia de evento, os vencedores foram premiados. Segundo Aurélio, também foi oferecido gratuitamente para todos os participantes, alojamento e refeições durante a estadia. Ele afirma que a cada edição, as inscrições aumentam e as expectativas também. “O FETUBA se tornou um festival mundialmente conhecido por conta da sua hospitalidade, respeito e fomento cultural, com isso, muitos grupos estrangeiros ficaram sabendo do nosso evento e passaram a se inscrever, visitar a nossa cidade e trazer a sua arte”, conclui.

ENTRE NA REDE FATO!