Revista Fato

menu Menu

Micropigmentação ou Maquiagem Definitiva?

Publicado por: , em 10/03/2021 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 2 minutos

Foto: Arquivo Pessoal

A micropigmentação está cada dia mais em alta, e muitas pessoas têm dúvidas de como funciona, e qual tempo de sua duração.

O procedimento de micropigmentação é feito superficialmente a fim de durar entre um há  dois anos. Costumo falar que as duas palavras, durabilidade e naturalidade não andam juntas.

Sendo assim, um procedimento de micropigmentação feito da forma correta não foi feito para durar muitos anos, que é o que acontecia antigamente com o termo Maquiagem definitiva, onde a tinta era implantada mais profundamente durando assim muitos e muitos anos, o que fazia com que o procedimento fosse artificial, podendo mudar a sua tonalidade ao longo dos anos.

As perguntas mais frequentes são:

Micropigmentação doi?

-Quando feito de forma correta o procedimento, podemos considerar indolor, fazemos o uso de uma quantidade mínima de anestésico que é o suficiente para que a cliente não sinta nenhum desconforto durante o procedimento.

Sangra durante o procedimento de micropigmentação?

-Não. O procedimento é feito na camada mais superficial da pele, sendo assim, não sangra. O que pode ocasionar o sangramento é anemia, uso continuo de AAS ou aspirina e também o procedimento feito de forma errada pesando muito a mão.

Quem não pode fazer micropigmentação?

-Gestantes, lactantes até três meses, pessoas em tratamento de CA somente com liberação medida, pessoas que fazem o uso de Ruacutam.

Pessoas com tendência a queloide podem fazer o procedimento?

-Sim. A queloide é ocasiona em cortes mais profundos (cirúrgicos), a pessoa já nasce com uma predisposição genética com tendência a ter, tem uma aparência violácea, arroxeada e tem o aspecto mais inchado sobre a pele. Muitas pessoas confundem queloide com cicatriz hipertrófica, que é esbranquiçada, tem um leve relevo, mas não o aspecto inchado sobre a pele e nesse caso a pessoa não nasce com a pré-disposição a tê-la.

Mas é muito importante fazer uma avaliação com o profissional sempre antes do procedimento, afim de analisar e tirar todas as dúvidas para um resultado 100% satisfatório.

Virgínia Torrent

Virgínia Torrent Especialista na área da micropigmentação há 7 anos Criadora da técnica FreeHand de fios realista e especialista em micropigmentação paramédica. Já realizei mais de 5000 mil procedimentos e formei mais de 500 alunos na área da micropigmentação.