Revista Fato

menu Menu

O que pode causar a queda de cabelo?

Publicado por: , em 19/04/2021 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 2 minutos

CALVÍCIE FEMININA: Surg Cosmet Dermatol. Rio de Janeiro v.10 n.1 jan-mar. 2018 p. 41-5.

A queda excessiva dos cabelos tem grande impacto na aparência e na autoestima de homens e mulheres. O dermatologista é o profissional que se dedica aos estudos dos Cabelos (Tricologia) desde a especialização; alguns médicos, eu, por exemplo, ainda dedicam mais tempo à Tricologia nos cursos de extensão. Mas será que toda queda de cabelo é igual? A resposta é “Não!”.

INVESTIGAÇÃO

Alopecia Areata: Surg Cosmet Dermatol 2016;8(4 Supl. 1):S52-5.

Primeiro passo é descobrir se é uma queda de cabelo “cicatricial” ou “não cicatricial”, ou seja, essa quantidade de cabelos perdida será recuperada (sem cicatriz) ou precisamos tratar logo para não perder o restante que tem. O único profissional capaz de entregar um diagnóstico de ALOPECIA para uma pessoa é o Dermatologista.

TIPOS DE QUEDA DE CABELO

Afinal, existem tantos diagnósticos diferentes assim? Resposta: Sim! Vamos lá, exemplos de alopecias CICATRICIAIS, ou seja, que destroem os folículos pilossebáceos, que são estruturas responsáveis pelo crescimento do cabelo: deixam cicatrizes, ou seja, tempo perdido é cabelo perdido, o tratamento precisa ser iniciado o quanto antes:

1) Androgenética (calvície) numa fase avançada;

2) Alopécia de Tração (fase tardia);

3) Liquen Plano,

4) Alopecia Frontal Fibrosante;

5) Lúpus, Alopecia Central Centrífuga;

 6) Eflúvio Anágeno (quando a causa é por uso de medicação oncológica bussulfano e tiotepa); 7) Foliculites Decalvante e 8) Abscedante;

9) Foliculite Queilodiana;

10) Foliculite Necrótica;

11) Dermatose Pustular Erosiva, entre outros diagnósticos.

 E quais são as alopecias NÃO CICATRICIAIS?

1) Androgenética (calvície) numa fase inicial;

2) Alopécia de Tração (fase inicial);

3) Eflúvio Telógeno,

4) maioria dos Eflúvios Anágenos,

5) Alopecia Areata e 6) Tricotilomania, por exemplo.

Ufa! Já citei vários nomes para “queda de cabelo”, não é? Saiba que independente de ser ou não cicatricial, as alopecias devem receber tratamento médico. O dermatologista tricologista pode te auxiliar e muito nessa investigação e tratamento. Confie sua saúde no médico especialista.

LIQUEN PLANO PILAR: Surg Cosmet Dermatol 2017 9(1) 72-5.

Deixe sua dúvida ou consideração nos comentários. Com carinho, Dra. Sumaia Jacob- Dermatologista com Curso de Extensão em Tricologia & Onicoses pela TricoMed/ SP- Núcleo de Pesquisa e Aperfeiçoamento.

CRMMG 64197 / RQE 49293

Sumaia Jacob

DERMATOLOGIA CLÍNICA – TRICOLOGIA – COSMIATRIA Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) Doenças dos Cabelos e Unhas (Tricologia e Onicoses) pela TricoMed- Núcleo de Pesquisa e Aperfeiçoamento Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora (2014). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em DERMATOLOGIA. POSSUI TÍTULO DE ESPECIALISTA EM DERMATOLOGIA. MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA (SBD) E MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DERMATOLÓGICA (SBCD). SUMAIA SOARES JACOB