Os Segredos da Micropigmentação
Micropigmentadora Maysa Vieira esclarece as diferenças e os benefícios das técnicas que realçam o olhar

A união entre a estética e o empreendedorismo tem alcançado resultados surpreendentes, prova disso, é o trabalho da profissional Maysa Vieira Carvalho Rocha (31). Graduada em administração de empresas pela Faculdade Governador Ozanam Coelho (FAGOC), ela decidiu aliar seu conhecimento ao amor pela estética, gerenciando então seu próprio negócio: o Donna Studio, onde reúne diversos serviços de beleza.

Maysa Vieira Carvalho
Micropigmentadora

Movida pelo desejo de promover a autoestima feminina, a jovem também é especializada em micropigmentação e já prepara novidades para o seu empreendimento, o qual, em breve, será reinaugurado com foco nos cuidados com o corpo e, em especial, as sobrancelhas: o Studio Maysa Carvalho.

Com a experiência e o conhecimento de quem está sempre se atualizando no segmento, ela fala sobre as diferenças nas técnicas de micropigmentação e os efeitos possíveis para quem deseja dar um upgrade no olhar. Confira!

Quais são as técnicas de micropigmentação utilizadas por você? E quais são as diferenças entre elas?

Para os olhos, temos as seguintes técnicas:

Esfumada ou Shadow Line: lembra a maquiagem com lápis ou sombra. Possibilita um efeito degradê, leve no início, e tira a impressão daquela “maquiagem marcada”;

Fio a Fio – também chamada de hiper realista ou 3D: é uma técnica que simula os pelos da sobrancelha, modelando-a ou até mesmo a reconstruindo com um aspecto bastante natural;

Microblading: método conhecido como Tebori. O resultado é bastante realista, os fios são mais finos e delicados.

E para a boca, temos a inovação da micropigmentação labial: procedimento superficial e semelhante ao realizado nas sobrancelhas. Ele redefine o contorno e garante a cor dos lábios de forma natural, por isso tem sido procurado pelas pessoas que possuem essa região mais fina, sem coloração e não definida.

O método utilizado por você usa tebori ou dermógrafo?

Trabalho com os dois, gosto de usar o tebori para fios e o dermógrafo para esfumar e para os lábios.

Como é feito o design da sobrancelha?

As sobrancelhas têm um papel fundamental para uma melhor expressão do rosto, por isso, todo cuidado é pouco na hora de definir o traço ideal. É preciso levar em consideração o formato, proporção e simetria do rosto a fim de encontrar o desenho mais adequado. O design é a base da micropigmentação e a parte mais detalhada de todo o processo. Vinte dias é o prazo indicado para fazer a manutenção de limpeza dos pelos.

A micropigmentação dura, em média, quanto tempo?

Geralmente um ano, uma vez que sofre o desgaste pela própria fisiologia da pele e também através dos raios solares dos dermocosméticos utilizados no dia a dia, mas, dependendo do caso, a técnica pode durar um período maior.

Qual a periodicidade da manutenção?

A manutenção pode ser feita anualmente, ou quando a cor estiver desgastada.

Quais cuidados devem ser tomados após o procedimento?

Durante o período de cicatrização (20 dias), não se recomenda a exposição solar, suor excessivo, sauna, banhos de mar ou piscina. Além de manter a pele sempre hidratada, utilizar uma pomada específica para auxiliar na cicatrização, não coçar, não retirar casquinhas, evitar clorada ou shampoo por sete dias e higienizar as mãos antes de tocar na área micropigmentada. É importante seguir esses cuidados, o que garantirá uma maior fixação do pigmento.

O processo de micropigmentação pode agredir a pele de alguma forma ou provocar a queda dos fios?

A queda dos fios da sobrancelha pigmentada pode ocorrer devido a não utilização do creme que ajuda na hidratação e regeneração da pele.

O uso constante de lápis ou sombra para corrigir a sobrancelha, pode provocar algum dano?

O ideal é usar sombras próprias para as sobrancelhas. A cera presente na composição dos lápis é uma grande responsável pela queda dos fios. Esse composto entope os poros e atrofia o crescimento dos pelos que, aos poucos, vão deixando de existir.

Há alguma contraindicação em relação a indivíduos que não possam fazer a micropigmentação?

Sim. Grávidas e lactantes (somente com autorização médica), diabéticos, anêmicos, portador de marca-passo, câncer, HIV, problemas graves de pele, hepatite, entre outros.

Muitas mulheres têm medo de que a sobrancelha fique com aspecto artificial. Como você faz para garantir um resultado bem natural?

Uso a cor de tinta igual a dos fios. A escolha da técnica mais apropriada é feita em comum acordo entre eu e a cliente, e o desenho deve seguir a curvatura e sentido do nascimento dos pelos para garantir a naturalidade.

Qual a sensação de promover a autoestima das mulheres?

A sensação é um misto de estímulo e recompensa. O resultado de um trabalho bem feito impulsiona o aperfeiçoamento e reforça minha realização profissional. É extremamente prazeroso ver a satisfação das pessoas após a conclusão do procedimento!

ENTRE NA REDE FATO!