Revista Fato

menu Menu

Prefeitura determina suspensão de atividades particulares

Casas de festas, cultos religiosos, academias de ginástica e restaurantes são alguns dos setores impactados com a medida

Publicado por: , em 20/03/2020 - Categoria: CIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

A Prefeitura Municipal de Ubá publicou uma nota na noite desta sexta-feira (20) comunicando a suspensão de atividades particulares como funcionamento de casas de festas, restaurantes, academias, cultos religiosos e outros. Confira o comunicado oficial na íntegra.

Nota oficial:

Acordando com o decreto 6.361/20, que dispõe sobre medidas preventivas urgentes de saúde pública, ficou determinada a suspensão de atividades de alguns segmentos de estabelecimentos. São atingidos pela medida: clubes, casas de festas, casas de shows, cultos religiosos, eventos que excedam 40 pessoas, academias de ginástica, feiras e serviços de ambulantes, galerias e centros comerciais, salões de beleza e estética, estádios de futebol e ambientes escolares de qualquer natureza.

No ramo alimentício, há orientações ainda para suspensão do serviço de self-service, diminuição de 70% da oferta de mesas e cadeiras no interior dos estabelecimentos mantendo distância mínima e limitando a permanência em 40 minutos. Cadeiras e mesas em áreas externas estão proibidas.

Ao comércio em geral, é determinado que atendam algumas medidas, entre elas: estabelecer fluxo de entrada e saída de clientes observando máximo de dois clientes a cada dois metros quadrados, fornecer lavatório com água e sabão aos funcionários e usuários, e adotar políticas de flexibilidade da jornada.

Recomenda-se à indústria e ao comércio estabelecer escalas e revezamento de turnos, visando reduzir aglomeração de funcionários.

Quanto às empresas de transporte de passageiros, incluindo a Viação Ubá, as mesmas deverão fazer a higienização dos veículos após cada viagem. Além disso, deverão observar o limite de número de passageiros.

Já em relação a funerais, tanto em cemitérios particulares quanto nos públicos, deverão ter a duração máxima de quatro horas e haverá limitação de 10 pessoas em casa sala/capela.
Há orientações ainda para serviço de táxi, mototáxi, e para refeitórios de empresas.

A medida entra em vigor na próxima segunda-feira (23/03) e estende-se pelo prazo de 10 dias, podendo ser prorrogado.