Revista Fato

menu Menu

Qual Seu Tipo de Silhueta?

Publicado por: , em 08/04/2020 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 6 minutos

 

Toda mulher deve saber que tipo de silhueta possui, já que pode mudar a forma como usa suas combinações de roupa, e que isso ajuda muito na hora de montar um look. Visualmente, cada composição pode mudar ou melhorar bastante o formato de um corpo, só é preciso saber os truques para fazer a mágica da harmonia visual acontecer!

Tipo físico, forma e harmonia

Ao buscar a harmonia estética, nosso primeiro foco é equilibrar a imagem do corpo, que se dá buscando formas e cores que aproximem a silhueta feminina a uma ampulheta.

 AMPULHETA

Corpo equilibrado no qual a cintura é mais fina e os ombros e quadris são proporcionais.

 PERA

 Corpo que tem os quadris mais largos que os ombros.

 RETÂNGULO

 Corpo com ombros e quadris proporcionais, porém, sem cintura fina, sendo mais reta.

 TRIÂNGULO INVERTIDO

 Corpo com ombros mais largos que os quadris ou seios muito fartos em relação aos quadris.

OVAL – Tamanhos grandes

Corpo que possui a circunferência da cintura maior que os quadris e ombros.

Agora que você já viu em qual formato seu corpo se encaixa, vamos às dicas para te deixar ainda mais linda, com uma imagem equilibrada, segura e que passa autoconfiança e poder!

Corpo Ampulheta: A principal dica é valorizar as curvas naturais do corpo, não desequilibrando com volumes desproporcionais.

 – Vestidos trespassados valorizam ainda mais a cintura.

– Blazers de um botão e lapela alongada favorecem.

– Cores vivas podem ser usadas à vontade. Pespontos e contrastes também.

– Vestidos com listras diagonais são bem-vindos.

– Não deve: usar calças e saias de cintura baixa que fazem o corpo ganhar pneuzinhos.

– Avalie se o corpo é ampulheta de estatura alta ou baixa e invista seu trabalho em alongar as baixas e equilibrar as longas pernas das altas. Conciliar o tamanho da estampa com o tamanho do corpo é uma dica para todas.

– Para as pequenas: riscas de giz e sapatos de bico fino, ou que deixem o peito dos pés de fora, alongam.

– Para as altas: invista em bolsas e sapatos de cores diferentes e em botas com vestidos.

Corpo Pera:

Para conseguir harmonia é preciso chamar menos atenção para a parte de baixo e mais para a parte de cima do corpo.

– Invista na composição de looks que tenham na parte de baixo cores mais escuras e na parte de cima cores claras, vibrantes e também estampas.

– No blazer ou jaqueta, uma discretíssima ombreira pode ajudar a equilibrar.

– Decote V, alças largas, tomara que caia, ciganinha, babados, colares, lenços e tudo o que pode chamar atenção para a parte de cima do corpo é bem vindo.

– Saias com linha A escondem o culote e ficam muito melhor que as retas e justas.

 – Casacos e jaquetas de tecidos estruturados, levemente acinturados e que terminem logo acima do quadril, ajudam a alongar as pernas e diminuir o quadril.

– Casacos e blusas de manga ¾ são uma boa opção no inverno.

– Sapatos de bico fino e que deixam o peito do pé livre, ajudam a alongar a silhueta.

Corpo Retângulo:

 Separar o corpo em partes ajuda a criar a ideia de cintura ao invés de um corpo reto.

– Look com 3 cores – uma na blusa, outra no cinto e outra na saia ou calça – chamam atenção para cada parte do corpo em separado. Nesse caso, prefira a cor mais escura na cintura para afinar em relação ao restante do corpo.

 – Blusas com volume na parte de cima e cintura marcada ou com um cinto por cima ajudam a balancear a silhueta.

 – Blazers e casacos devem sempre ser acinturados.

 – Cintos diferenciados e outros elementos que destaquem a cintura são bem vindos.

 – Calças de alfaiataria vestem muito bem.

 – Saias na altura do joelho afinam a cintura, e se tiverem volume na barra, acentuam a ideia da cintura estar mais fina também.

 – As sobreposições ajudam a criar volumes diferentes e anulam a ideia de corpo reto.

 – Sapatos de bicos quadrados e arredondados são boa opção.

Corpo Triângulo Invertido:

Para conseguir harmonia é preciso evitar chamar a atenção para a parte de cima e ainda ampliar a parte de baixo.

 – Casacos com bolsos na altura dos quadris ampliam a parte de baixo do corpo.

 – Calças com bolsos externos, com pences, pantalonas, de boca larga e boyfriend, bem como saias evasês, drapeadas e rodadas, harmonizam a silhueta.

 – As saias devem ficar na altura dos joelhos, pois se forem curtas chamam mais a atenção para a parte de cima do corpo.

 – Saias claras, estampadas e de cores chamativas são bem vindas.

 – Blazers de 3 botões ou de um botão são indicados.

 – Mangas ¾ garantem mais harmonia.

 – As alças das blusas e vestidos devem ser largas para esconder as alças do sutiã, sendo que este deve ser reforçado e firme no caso de seios grandes.

 – O decote em V vale a pena ser a aposta certa, pois valoriza e alonga a parte superior do corpo.

Tamanhos grandes femininos:

 Blusas e camisetas ligeiramente mais compridas, com uma marcação ou detalhe na barra ajudam a esconder o volume, pois não deixam a cintura mais larga em evidência. As blusas que têm o corte logo abaixo dos seios também conseguem afinar a cintura.

– Decotes de todos os tipos, principalmente os que têm detalhes e aplicações delicadas, são sempre bem vindos.

– Brincos grandes e enfeites de cabelo elegantes, ajudam a chamar a atenção para a parte de cima do corpo, colocando o rosto em evidência.

– Blusas com uma linha vertical franzida no meio do busto junto de um decote em V e também as trespassadas, valorizam o colo e ficam bastante elegantes.

– As cavas maiores e alças mais largas são uma ótima opção. Assim como as mangas com caimento leve e fluido, disfarçam os braços e dão leveza ao visual.

– Pulseiras delicadas ajudam a deixar o visual mais leve.

– Sobreposições com coletes ou casacos abertos formam uma linha vertical na silhueta, afinando e alongando o corpo.

– Calças e saias em tons escuros ajudam a esconder culotes e coxas muito grossas.

– Na parte de cima, o indicado são blusas em tons mais claros ou vivos para contrastar. O contraste é importante porque o look todo preto – com calça, blusa e casaco, por exemplo – ao invés de emagrecer, pode criar um grande corpo escuro que chama muito a atenção e parece maior do que realmente é.

– Pessoas acima do peso devem sempre procurar peças que tenham um caimento mais solto e leve. Isso porque peças em tecidos aderentes ao corpo ou com modelagem muito justa deixam as “gordurinhas” em evidência.

– Não deve: Vestidos e blusas marcados na cintura, blusas curtas e saias ou calças de cós baixo, não valorizam a silhueta.

O mais importante de todas as dicas é a busca pelo equilíbrio e harmonia, que te faça se sentir bonita e confiante, pois a união desses sentimentos é a melhor combinação que existe! Se vista de amor próprio, assim não terá duvidas de que está realmente bela!

Rose Slaibi

Bacharel em Artes e Design pela Universidade Federal de Juiz de Fora e formada em Design de Moda pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora. Tenho especialização em Planejamento e Desenvolvimento de Coleção, Estilismo e Consultoria de Imagem. Recentemente, em agosto de 2018, me atualizei das tendências em Londres, Inglaterra, fiz o curso de Trendsand Design na UniversityoftheArts London (UAL).