Revista Fato

menu Menu

Ruptura do tendão de Aquiles

Publicado por: , em 14/12/2020 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 2 minutos

O tendão de Aquiles ou tendão do calcâneo é o maior e mais forte tendão do corpo. Essa estrutura conecta os músculos da panturrilha com o osso do calcâneo no pé. A sua principal função é movimentar o pé para baixo ( flexão plantar) promovendo um impulso durante o andar, corrida e salto.

A ruptura desse tendão é uma lesão frequente e acomete principalmente homens entre 30 e 50 anos. Geralmente,  a lesão ocorre durante a prática de alguma atividade física de impacto , por exemplo o futebol, e a pessoa se queixa de uma forte dor na panturrilha acompanhada de um estalido. É importante ressaltar que apesar da forte dor, a pessoa consegue andar e apoiar o pé no chão mesmo com o tendão rompido.

Alguns fatores aumentam o risco desse tipo de lesão, sendo que os principais são obesidade, uso de alguns medicamentos, envelhecimento, exercícios físicos extenuantes e diabetes. A presença de uma inflamação crônica no tendão do calcâneo também é um fator de risco, entretanto a maioria dos pacientes não apresenta qualquer sintoma prévio à ruptura.

A avaliação com um médico especialista é fundamental após uma suspeita de ruptura , já que através do relato dos sintomas e do exame físico é possível determinar o diagnóstico. Em alguns casos, o exame de imagem é necessário para auxiliar no tratamento.

O tratamento desse tipo de lesão pode ser cirúrgico ou não. A idade , doenças prévias  e nível de atividade física são fatores considerados para se definir a conduta. A opção pela cirurgia permite uma reabilitação mais precoce e diminui o risco de uma nova ruptura no futuro, por isso na maioria dos casos opta-se por esse tratamento.

Dr. Guilherme Morgado

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; Residência médica em Ortopedia e Traumatolgia no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia ( INTO); Especialização em Cirurgia de Pé e Tornozelo pelo INTO; Membro do Corpo Clínico do Hospital Santa Isabel ; Membro do Grupo de Cirurgia de Pé e Tornozelo do Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu.