Revista Fato

menu Menu

Cárie na Primeira Infância: como prevenir?

Publicado por: , em 16/07/2020 - Categoria: COLUNAS

Tempo de leitura: 2 minutos

A cárie dentária continua sendo, até hoje, um problema de Saúde Pública mundial. Quando ocorre em crianças até os 6 anos de idade, chamamos de Cárie na Primeira Infância (CPI). Anteriormente, esta mesma condição era conhecida como: cárie de mamadeira, cárie de amamentação, cárie rampante e cárie precoce da infância.

A causa da CPI é multifatorial, porém, o principal fator é uma dieta cariogênica (rica em sacarose e carboidratos fermentáveis) sem a devida higiene bucal.

A cárie inicia como uma lesão de mancha branca ⚪️ no esmalte, e se não paralisada, evolui até um estágio mais avançado (cavidades) e pode até mesmo chegar a destruição e perda precoce do dente decíduo (de leite).

 É importante saber que cárie é uma doença controlável, cujo maior desafio é conseguir mudar os hábitos da criança e do meio em que ela vive.As atitudes mais prudentes para controlá-la são:

  1. Conscientizar pais/responsáveis e todos os profissionais da saúde envolvidos nos cuidados infantis;

  2. Limitar a ingestão de açúcares (alimentos e bebidas) até 2 anos de idade, e depois ingerir preferencialmente como sobremesa;

  3. Utilizar dentifrício fluoretado, pelo menos 2x/dia, na quantidade ideal para cada idade;

  4. Fornecer orientação preventiva no 1º ano de vida por um Odontopediatra, continuando com retornos periodicamente.

A CPI é controlável em parceria: Família & Odontopediatra!

Drª. Mariane Vaz de Melo

Graduada em odontologia pela Estácio de Sá; Pós graduada em odontopediatria pela São Leopoldo; Pós graduada em hipnose clínica pelo instituto brasileiro de hipnose; Atualização em laser de baixa potência.